sexta-feira, 4 de março de 2016

[Podcast Recomendado] Fronteiras Invisíveis do Futebol #7 – Nigéria


Futebol e História: dois assuntos os quais eu adoro. Mas se já é difícil encontrar um podcast sobre Futebol que não se resuma a alguns torcedores cornetando os seus times e fazendo piadas (a exceção a essa regra é o ótimo Podcast do site Trivela). Mas ser incomum não faz algo ser impossível, como Matias Pinto e Filipe Figueiredo, do outro ótimo podcast Xadrez Verbal provam.

O resultado é o Podcast Fronteiras Invisíveis do Futebol, onde História, Geografia e Politica são apresentados utilizando o Futebol como fio condutor. E é bacana perceber que existe muito mais história por trás de 22 jogadores correndo atrás de uma bola por 90 minutos do que imaginamos.

Na edição da vês, o Podcast apresenta um pouco sobre as Águias da Nigéria, campeã olímpica de 1996 e por 3 vezes campeã africana e que supostamente parou um de seus inúmeros conflitos internos para assistir Pelé jogar. Mas mais importante do que saber o que o país fez dentro do gramado, é muito mais interessante saber o que ocorreu com o país desde que a Inglaterra unificou todas as centenas de etnias da região e como isso repercute até hoje no país.

Nem preciso dizer que esse podcast é recomendadíssimo. Para conhecer o Podcast e baixar para ouvir, basta clicar no link FRONTEIRAS INVISÍVEIS DO FUTEBOL #7 – NIGÉRIA

segunda-feira, 1 de fevereiro de 2016

A opinião é minha e ninguém tasca.

Antigamente, entrar em contato com a opinião alheia requeria um pouco mais de esforço do que atualmente. As pausas para o café, as conversas entre parentes em festas, os desconhecidos de "butiquim", as visitas mensais ao barbeiro e as raras corridas de táxi eram as poucas oportunidades para conhecer opiniões que, em via de regra, não apenas você nunca se importou como nunca irão fazer alguma diferença em sua vida.

Hoje em dia, com o advento das facilidades proporcionadas pela Internet, não apenas nós podemos ter acesso mais facilmente a opinião alheia como a opinião alheia pode ter acesso mais facilmente a nós. Soma-se a isso a necessidade de auto-afirmação que todos temos de (sim, você também) não apenas dar nossos pitacos em assuntos dos quais não temos nenhum domínio, bem como de inflar o nosso ego mostrando a todo o universo de que temos razão e sermos congratulados com o Premio Nobel da Opinião Não Solicitada.

Sempre considerei interessante conhecer a opinião alheia. Inicialmente, porque os únicos que não deveriam mudar de opinião são os mortos. Se a minha opinião não evolui e se altera com a opinião alheia, ao menos ela é reforçada ao perceber as besteiras que os outros estão falando. Depois, é através das opiniões dos outros, bem como de suas ações, que eu consigo traçar um perfil de uma pessoa e decidir se eu posso confiar ou não nela. E acreditem, sempre que fui contra a minha opinião sobre uma pessoa, me dei mal.

Após passar noites em claro estudando com afinco sobre esse assunto, cheguei a conclusão de que no geral, opiniões deveriam ser controlada pela Lei de Oferta e Procura. Muitas opiniões em um universo onde poucos estão interessados pela opinião alheia reduz o valor da opinião dos outros.

Entretanto, para mim, minhas opiniões são importantes. Se eu não valorizar o que penso, quem vai? São minhas opiniões que me fazem o que sou e o que procuro e desejo nesse planeta volta e meia são afetadas por elas.

Por isso, resolvi criar esse singelo blog. Eu, como todos, tenho a necessidade de expor o que penso. Como sei do baixo valor de minha opinião para quem quer que seja, não acho bacana ficar emporcalhando as Redes Sociais com ela. Diferentemente da maioria, tenho ciência de que não tenho razão e na verdade, nem procuro a ter. Mas como necessito ter a falsa impressão de que tenho razão, venho aqui postar minhas idéias sobre tudo o que acho que vale a pena falar, mesmo sabendo que não tenho o minimo de preparo para isso.

Se você desejar discutir sobre minhas opiniões ou apenas conhecer elas, seja bem vindo. Não exijo que os comentários sejam escritos em Português correto. A unica coisa que exijo é o minimo de educação ao expor sua opinião. Mas fique ciente de que esse não é um fórum de discussão. É o meu blog sobre as minhas opiniões.

No final das contas, opinião é igual a nariz. Cada um tem o seu e eu tomo conta do meu.